Luani V
RSS
As vezes tenho vontade de desistir de tudo mais ai me vem o teu sorriso na cabeça e isso é o que me da forças pra continuar.

(Fonte: depredando)

depredando:

“Pense no deprimente contraste entre a inteligência radiante de uma criança sadia e os débeis poderes intelectuais do adulto médio. Não podemos estar inteiramente certos de que é exatamente a educação religiosa que tem grande parte da culpa por essa relativa atrofia? Penso que seria necessário muito tempo para que uma criança, que não fosse influenciada, começasse a se preocupar com Deus e com as coisas do outro mundo. Talvez seus pensamentos sobre esses assuntos tomassem então os mesmos caminhos que os de seus antepassados. Mas não esperamos por um desenvolvimento desse tipo; introduzimo-la às doutrinas da religião numa idade em que nem está interessada nelas nem é capaz de apreender sua significação. Não é verdade que os dois principais pontos do programa de educação infantil atualmente consistem no retardamento do desenvolvimento sexual e na influência religiosa prematura? Dessa maneira, à época em que o intelecto da criança desperta, as doutrinas da religião já se tornaram inexpugnáveis. Mas acha você que é algo conducente ao fortalecimento da função intelectual o fato de um campo tão importante lhe ser fechado pela ameaça do fogo do Inferno? Quando outrora um homem se permitia aceitar sem crítica todos os absurdos que as doutrinas religiosas punham à sua frente, e até mesmo desprezar as contradições existentes entre elas, não precisamos ficar muito surpresos com a debilidade de seu intelecto. Não dispomos, porém, de outros meios de controlar nossa natureza instintual, exceto nossa inteligência. Como podemos esperar que pessoas que estão sob domínio de proibições de pensamento atinjam o ideal psicológico, o primado da inteligência?”SIGMUND FREUD“O Futuro de Uma Ilusão”A quem interessar possa,um artigo que escrevi sobre oATEÍSMO DE FREUD & SUA CRÍTICA À RELIGIÃO 

(via depredando)

depredando:

“Pense no deprimente contraste entre a inteligência radiante de uma criança sadia e os débeis poderes intelectuais do adulto médio. Não podemos estar inteiramente certos de que é exatamente a educação religiosa que tem grande parte da culpa por essa relativa atrofia? Penso que seria necessário muito tempo para que uma criança, que não fosse influenciada, começasse a se preocupar com Deus e com as coisas do outro mundo. Talvez seus pensamentos sobre esses assuntos tomassem então os mesmos caminhos que os de seus antepassados. Mas não esperamos por um desenvolvimento desse tipo; introduzimo-la às doutrinas da religião numa idade em que nem está interessada nelas nem é capaz de apreender sua significação. Não é verdade que os dois principais pontos do programa de educação infantil atualmente consistem no retardamento do desenvolvimento sexual e na influência religiosa prematura? Dessa maneira, à época em que o intelecto da criança desperta, as doutrinas da religião já se tornaram inexpugnáveis. Mas acha você que é algo conducente ao fortalecimento da função intelectual o fato de um campo tão importante lhe ser fechado pela ameaça do fogo do Inferno? Quando outrora um homem se permitia aceitar sem crítica todos os absurdos que as doutrinas religiosas punham à sua frente, e até mesmo desprezar as contradições existentes entre elas, não precisamos ficar muito surpresos com a debilidade de seu intelecto. Não dispomos, porém, de outros meios de controlar nossa natureza instintual, exceto nossa inteligência. Como podemos esperar que pessoas que estão sob domínio de proibições de pensamento atinjam o ideal psicológico, o primado da inteligência?”

SIGMUND FREUD
“O Futuro de Uma Ilusão”

A quem interessar possa,
um artigo que escrevi sobre o
ATEÍSMO DE FREUD & SUA CRÍTICA À RELIGIÃO 

(via depredando)

equipebrasil:

Quadrinhos Quem gosta de quadrinhos levanta a mão!!! Nós amamos tanto os quadrinhos como a missão de criar uma lista de blogs especialmente sobre o tema. Aqui vão as nossas descobertas, mas se algum hiper-mega-ultra-fantástico blog de quadrinhos ficou de fora, não se desespere! Basta enviar sua sugestão para redacao@tumblr.com que a gente inclui na lista. Como cães e gatos O pintinho Depósito de tirinhas Tira Inconstante  As traumáticas aventuras do filho do Freud

equipebrasil:

Quadrinhos

Quem gosta de quadrinhos levanta a mão!!! Nós amamos tanto os quadrinhos como a missão de criar uma lista de blogs especialmente sobre o tema. Aqui vão as nossas descobertas, mas se algum hiper-mega-ultra-fantástico blog de quadrinhos ficou de fora, não se desespere! Basta enviar sua sugestão para redacao@tumblr.com que a gente inclui na lista.

Como cães e gatos

O pintinho

Depósito de tirinhas

Tira Inconstante 

As traumáticas aventuras do filho do Freud

capricho:

Na maioria das vezes, é preciso apenas uma pessoa que tenha pavor de demonstrar o que sente para conseguir o que jamais achou possível.
Gossip Girl

capricho:

Na maioria das vezes, é preciso apenas uma pessoa que tenha pavor de demonstrar o que sente para conseguir o que jamais achou possível.

Gossip Girl

ohyeahdevelopmentalbiology:

bpod-mrc:

Uterine Oomph
Fluid surrounding babies in the womb could be a valuable source of stem cells for medical treatment. Pregnant women often undergo a medical procedure known as amniocentesis (pictured) during the first trimester to test for genetic disorders such as Downs Syndrome. Stem cells from the fluid collected in this way have been analysed by researchers keen to find an alternative to using embryos. The trick is to source cells that retain the ability to develop into any adult cell type. Previous research has shown that adult stem cells can be reprogrammed to behave like their embryonic counterparts, but only by introducing extra genes into their DNA. Grown on a gelatinous protein mixture in the lab, the stem cells from pregnant donors were chemically reprogrammed into an immature, flexible state very like that of those from the embryo. Bone, liver and nerve cells were all successfully grown from the samples.
Written by Brona McVittie
—

Copyright Science Photo Library
Any re-use of this image must be authorised by Science Photo Library
Research published in Molecular Therapy

ohyeahdevelopmentalbiology:

bpod-mrc:

Uterine Oomph

Fluid surrounding babies in the womb could be a valuable source of stem cells for medical treatment. Pregnant women often undergo a medical procedure known as amniocentesis (pictured) during the first trimester to test for genetic disorders such as Downs Syndrome. Stem cells from the fluid collected in this way have been analysed by researchers keen to find an alternative to using embryos. The trick is to source cells that retain the ability to develop into any adult cell type. Previous research has shown that adult stem cells can be reprogrammed to behave like their embryonic counterparts, but only by introducing extra genes into their DNA. Grown on a gelatinous protein mixture in the lab, the stem cells from pregnant donors were chemically reprogrammed into an immature, flexible state very like that of those from the embryo. Bone, liver and nerve cells were all successfully grown from the samples.

Written by Brona McVittie

capricho:

Nunca uma falha, sempre uma lição.
Rihanna

capricho:

Nunca uma falha, sempre uma lição.

Rihanna

ohyeahdevelopmentalbiology:

 Komodo Dragon foetus. 

Flora’s Story. 
On the 21st of may 2006 Flora, one of Chester Zoo’s female dragons, laid eleven eggs. It was a big surprise when these eggs turned out to be fertile. Flora had never been with a male Komodo Dragon.
 DNA-testing at Liverpool University proved that Flora was both the ‘mother’ and ‘father’ to the eggs.
Other lizard species are known to be able to reproduce this way, called ‘parthenogenesis’, but this was the first time it had ever been seen in Komodo Dragons. 
Baby Dragons.
Of the eleven eggs that Flora laid, seven hatched. After eight months in the incubator, the first baby came out of it’s shell on the 15th January 2007. The last on hatched on the 29th  January. 
All of the young are males. Some of their names were chosen in a competition on T.V and in newspaper. Irwin, Indie and Herman were three of the winning names. 
When they hatched these Komodo Dragons were 40 - 45 cm long and weighed 100 - 125g. The diet for a baby Komodo Dragon is crickets, locusts and small mice for the first few months. As they grow bigger they will eat larger rodents, fish and chicken just like their mum. 

Image and text from Chester Zoo, UK.
Article in Nature.
News story.

ohyeahdevelopmentalbiology:

 Komodo Dragon foetus. 

Flora’s Story. 

On the 21st of may 2006 Flora, one of Chester Zoo’s female dragons, laid eleven eggs. It was a big surprise when these eggs turned out to be fertile. Flora had never been with a male Komodo Dragon.

DNA-testing at Liverpool University proved that Flora was both the ‘mother’ and ‘father’ to the eggs.

Other lizard species are known to be able to reproduce this way, called ‘parthenogenesis’, but this was the first time it had ever been seen in Komodo Dragons. 

Baby Dragons.

Of the eleven eggs that Flora laid, seven hatched. After eight months in the incubator, the first baby came out of it’s shell on the 15th January 2007. The last on hatched on the 29th  January. 

All of the young are males. Some of their names were chosen in a competition on T.V and in newspaper. Irwin, Indie and Herman were three of the winning names. 

When they hatched these Komodo Dragons were 40 - 45 cm long and weighed 100 - 125g. The diet for a baby Komodo Dragon is crickets, locusts and small mice for the first few months. As they grow bigger they will eat larger rodents, fish and chicken just like their mum. 

Image and text from Chester Zoo, UK.

Article in Nature.

News story.

(via ohyeahdevelopmentalbiology)

lacarpa:

Atlas: Paintings on Maps

by

Fernando Vicente

(via depredando)

ohyeahdevelopmentalbiology:

Saltwater Crocodile embryos. Image 1 15 days after fertilisation. Image 2 just prior to hatching. 

The saltwater crocodile (Crocodylus porosus) is the largest of allcrocodilians, and the largest reptile in the world, with unconfirmed reports of individuals up to an impressive eight to ten metres in length, although a maximum of five to six metres is more usual(2) (3) (5). The species has a relatively large head, with a pair of ridges that run from the eye along the centre of the snout. Adults are generally dark in colour, with lighter tan or grey areas, and dark bands and stripes on the lower flanks. The underside is creamy yellow to white, becoming greyer along the tail. The juvenile is usually pale tan, with black stripes and spots on the body and tail, which gradually fade with age, although never disappear entirely. Female saltwater crocodiles grow to a smaller size than males, normally reaching a maximum length of 2.5 to 3 metres (3).

With its long, powerful tail, webbed hind feet, and long, powerful jaws, the saltwater crocodile is a superbly adapted aquatic predator. As in all crocodilians, the eyes, ears and nostrils are located on top of the head, allowing the crocodile to remain almost totally submerged when lying in water, helping to conceal it from potential prey, while a special valve at the back of the throat allows the mouth to be opened underwater without water entering the throat (2) (6). The saltwater crocodile is considered to be more aquatic than most crocodilians, and is less heavily armoured along the back and neck (3).

(via ohyeahdevelopmentalbiology)

““Daqui a um tempo, não vai interessar o quanto você tem, qual é o seu sapato. … Você vai conseguir emprego não porque estudou na Europa, mas porque sabe pensar.” Viviane Mosé para Trip.”

— (via semfoco)